DOENÇAS REUMÁTICAS NÃO SÃO EXCLUSIVAS DE QUEM ESTÁ NA TERCEIRA IDADE


Adolescentes, crianças e, principalmente, o público feminino são os mais afetados


Uma prática muito comum entre a população é associar o aparecimento de dores reumáticas a pessoas que passaram da faixa etária dos 60 anos. Mas, diferentemente do que pensam essas dorzinhas não são exclusivas de quem está na terceira idade. Os jovens e até mesmo crianças podem ser acometidos pelo problema.

O fisioterapeuta Helder Montenegro, fisioterapeuta, especialista em coluna vertebral, presidente da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna – ABRC, diretor do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral, descreve que o reumatismo é um conjunto de doenças reumáticas que podem afetar as articulações, causando fraqueza muscular, inchaço e dores intensas.

Existem diversas doenças reumáticas. No caso do aparecimento em jovens, as mais comuns são as que atingem as estruturas próximas as articulações. São elas: as tendinites, lombalgites, bursites, LER (lesões por esforço por repetição), entre outras. “As doenças reumáticas podem afetar pessoas de qualquer idade. Mas, a incidência é maior entre mulheres na faixa etária entre 20 e 60 anos. As doenças mais comuns no público feminino são a lúpus, osteoporose, fibromialgia e artrite reumatoide”, explica Montenegro.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) a artrite reumatóide é, no mínimo, de entre duas a três mulheres para cada homem. Já a osteoporose aparece em 13 mulheres para cada homem. “As doenças reumáticas afetam o sistema locomotor, como ossos, músculos, articulações e coluna vertebral. E embora os sintomas dessas se assemelhem,elas possuem características diferentes.Por isso, é imprescindível um diagnóstico detalhado”,  diz o fisioterapeuta.

Fisioterapia é aliada no tratamento
A fisioterapia é um importante aliado ao tratamento das dores reumáticas. Ela ajuda tanto na prevenção como no tratamento de dos distúrbios de movimento decorrentes de alterações de órgãos ou sistemas. “Podem ser utilizadas técnicas de mobilização articular para diminuir a dor e a rigidez das articulações, alongamentos musculares suaves, técnicas de massagem, medidas analgésicas como termoterapia, exercícios suaves de Pilates e hidroterapia”, informa Helder.

Ele descreve que por meio da utilização de alguns exercícios específicos para o tratamento das dores reumáticas é possível desenvolver ou reabilitar algumas funções do corpo. “O tratamento visa trabalhar nas disfunções provocadas por doenças crônico-degenerativas ou inflamatórias. Sendo que estas, atingem o sistema músculo esquelético e o sistema conjuntivo de causas não traumáticas”, esclarece o especialista.

Além de diminuir as dores reumáticas, a aplicação de técnicas de terapia manual atuam ortalecendo e alongando os músculos envolvidos. “O intuito é prevenir a instalação de deformidades ou a progressão do problema. Dessa forma, ajuda o indivíduo a ter uma qualidade de vida melhor”, conclui Montenegro.

Faça o seu comentário:
Nome:
Empresa:
Fone: ( )
E-mail:
Comentário:
 


 
Dados utilizando nova metodologia de início tardio sugere benefício do tratamento precoce com solanezumabe em pacientes com doença de Alzheimer leve

Planos de Saúde estudam como enfrentar multas e penalidades da ANS

Justiça força ANVISA a corrigir prazo de cadastramento de equipamentos médicos

Planos de Saúde estudam como enfrentar multas e penalidades da ANS

    Todas Notas